segunda-feira, 8 de Setembro de 2014

Uma Composição Diferente :: Desenho de Jovem Veado com Flores Secas

Quando vi a arte da fotógrafa Kari Herer senti-me altamente inspirada para criar algo semelhante para decorar o quarto da Diana. Fiquei deslumbrada com a delicadeza de um desenho combinado com flores.
Eu desenho umas coisas, mas o meu marido desenha muitíssimo melhor e por isso pedi-lhe para usar o seu talento e criar um jovem veado/gazela(?) que seria alvo de uma composição em tamanho A3. O desenho foi criado a partir desta fotografia.


Na arte da fotógrafa, as composições são feitas com flores frescas naturais. Eu usei flores naturais mas secas. Colhi algumas flores e folhagem durante a Primavera e sequei-as em livros durante algumas semanas. Ainda aproveitei uma flor seca deste trabalho.

Infelizmente o jasmim não resultou.

Com as flores dispostas sobre o desenho, ensaiei a melhor forma de conjugar tudo. A tarefa revelou-se complicada..., demorei dias a acertar com uma combinação que me satisfizesse. As flores secas são muito leves e delicadas. Um suspiro e lá fugia tudo do sitio.


Para um efeito mágico e especial, adicionei pequenas bolinhas douradas feitas com um punch a partir do selo de uma embalagem de café instantâneo (oh sim, eu aproveito estas coisas).




Usei uma moldura Ribba e pendurei na parede de bolinhas.
Too much? A minha filha não acha nada!




Boa semana!

Pin It Now!

terça-feira, 26 de Agosto de 2014

Uma Maleta Vintage

Há algum tempo o meu marido fez uma ligeira organização na garagem. Foi quando vi onde ele estava a guardar as lixas: numa pasta vintage Samsonite em bom estado. Sacrilégio!

Perguntei-lhe se estava demente, e de onde é que aquela maleta tão gira tinha aparecido. "Tem estado para aí" - respondeu. Ainda hoje me pergunto como é que nunca reparei nela.




A verdade é que as lixas nunca estiveram tão arrumadinhas, não senhor, mas uma pasta com umas linhas retro tão interessantes e a fazer lembrar o estilo Mad Men não poderia ficar novamente esquecida e simplesmente a guardar... lixas.

Limpei-a bem, estava em muito bom estado. Tem organizadores de interior que me levam a crer ser dos anos 60/70.
Coloquei-a na sala multimédia para servir de arrumação de comandos de televisão e de consolas, para ficarem ocultos mas à mão.




Ainda estou atónita com a descoberta e com o potencial decorativo que ela oferece. Carismático e visualmente interessante.

Boa semana!Pin It Now!

quarta-feira, 20 de Agosto de 2014

Viver mais lá fora

Este ano estamos a usufruir muito mais do nosso espaço exterior.
Infelizmente não tivemos férias este ano, mas minimizámos isso aproveitando as temperaturas amenas para fazer muitos grelhados e refeições no exterior, ler um livro enquanto os miúdos brincam na piscina ou simplesmente estender um bocadinho ao sol sem ter que sair de casa.

O terraço precisa de ser todo arranjado, mas por agora tratámos da área mais próxima da cozinha.
Usámos a tinta Cin Nováqua HD no tom Branco Taj Mahal para o muro. A tinta até dá gosto aplicar: cobre muito bem (mesmo) e fica perfeita em duas demãos.


A mesa de refeições também estava em muito mau estado. As cadeiras do conjunto ainda estavam piores e já não havia muito a fazer por elas. Este ano substituí-as por um modelo económico Ikea e gostei muito da combinação madeira/branco.





Mal posso esperar para ter o terraço todo branquinho (porque o reflexo na janela continua deprimente...).
Mas esta amostra já permite viver muito mais este pequeno espaço e incentiva a meter mãos à obra para terminar o resto.
Continuação de boa semana!

Pin It Now!

quarta-feira, 13 de Agosto de 2014

Raposa do Deserto :: Carvão e Acrílico

Depois do chão vitrificado e das horríveis paredes de mármore ocultadas, é a vez dar destaque à composição de molduras por cima da cómoda.

A primeira moldura, a maior, tem uma carga abstrata um pouco séria e severa. Resolvi contrabalançar com uma temática mais colorida e divertida até, adaptando o desenho a carvão do meu marido - a raposa do deserto, ou feneco - e produzindo um desenho de traços mais simples e alguma cor.

Ainda pedi ao meu marido para desenhar (uma vez que o original é dele, e em comparação o meu seria obviamente medíocre) mas ele não tem tido tempo nenhum e respondeu-me que eu podia muito bem fazê-lo.

O meu está visivelmente admirado, pudera...!


Depois testei numa folha cores e aguadas. Não tenho aguarelas (tenho mas são de má qualidade) e foi por isso que usei tinta acrílica, que funcionou muito bem para o propósito.


Quando me decidi quanto à cor, pintei uma espécie de faixa com um ligeiro efeito gradiente.





O resultado é esta raposinha divertida e eclética.
A moldura foi reaproveitada e pintada de branco. Não tem uma medida padrão, pelo que tive que improvisar e colocar uma cartolina cinza no fundo (branco não porque não consegui o mesmo tom do papel). Talvez a troque no futuro por uma com passepartout.


Pin It Now!