segunda-feira, 23 de março de 2015

Inspiração Dourada . Um Vasinho em Forma de Cisne


Quinquilharias foleiras, estranhas, excêntricas... kitsch. Às vezes acho-lhes tanta piada que não resisto.
Foi assim com este cisne pseudo-moderno da H&M Home. Chamou-me a atenção pelo dourado e pelo facto de poder servir para conter algo. O meu marido detesta-o, chama-lhe pato. "Que é que vais fazer com o pato? (Inserir tom depreciativo)

A primeira coisa que me ocorreu foi usá-lo como vasinho para suculentas. Decidi usar barro branco, daquele que seca naturalmente ao ar para o forrar interiormente, e assim minimizar possíveis danos causados pela terra e a água. Nunca tinha usado este material, por isso não sabia muito bem se a ideia iria resultar ou não...




Estendi o barro com um rolo e aparei o excesso. Forrei então o interior do cisne e fui molhando as mãos com água: isto ajuda a amolecer o barro e a deixá-lo completamente liso.

O barro demorou alguns dias a secar totalmente, e encolheu ligeiramente, tendo ficado solto e descolado das paredes do cisne.

Escolhi algumas suculentas do meu quintal e compus o meu vaso.
Estas plantas partem-se com facilidade, por isso é necessário algum cuidado ao transplantá-las. De resto, são bastante resistentes e não devem ser muito regadas, caso contrário apodrecem. Esse foi um dos motivos que me levou a usá-las neste tipo de recipiente.



O cisne dourado faz-me lembrar certos objectos decorativos da coleção de Jonathan Adler. Acho que é uma peça um bocadinho extravagante, que ora se acha muito gira, ora muito foleira! Mas se gostássemos todos do mesmo, as nossas casas seriam todas iguais, aborrecidas...





Boa semana!

Pin It Now!

segunda-feira, 9 de março de 2015

Quarto de Vestir :: Parede Renovada (ou Glamour a Baixo Preço)

A entrada do quarto de vestir é uma das primeiras coisas que vejo pela manhã. Ultimamente achava-a tristonha, o que me pôs a pensar numa forma de a renovar tornando-a mais convidativa, e ao mesmo tempo útil.

A prateleira Ikea foi o ponto de partida. Tinha-a comprado para colocar na cozinha mas depois não gostei de ver. O tamanho era perfeito para o espaço e o facto de ser estreita combinava com o tipo de artigos que iria colocar lá. O quadro dos colares já foi concebido a pensar nesta combinação.


Encontrei uma citação maravilhosa no Etsy para colocar na parede: Hello Gorgeous e coloquei-a numa moldura dourada. Tem um preço muito acessível e podemos imprimir ao nosso gosto. 
O relógio encontrei-o na Jom. Gastei cerca de 27€ em tudo, nada mal!

 Antes (esta fotografia já foi tirada há algum tempo, o móvel de pinho foi transformado em banqueta):


Depois





 É muito agradável acordar e ver coisas bonitas. Quando entro no quarto quase que apetece responder hello! de volta.



Boa semana!

Pin It Now!

quarta-feira, 4 de março de 2015

Quadro Simples para Colares

Há uns anos fiz um quadro grande para pendurar colares e pulseiras.
O tempo passou e eu deixei de me identificar com aquele objecto: já não gosto nada daquilo e também já não uso tantos colares. Aliás, reli o referido post e vejo que já não sou a mesma rapariga...

Pensei em fazer uma coisa completamente diferente para aquela parede, que é a das primeiras coisas que eu vejo de manhã. Algo mais adequado ao meu gosto atual e simultaneamente apropriado para um quarto de vestir.

Comecei por reinventar o quadro para os colares e fazer-lhe um severo «makeunder».


Comecei com uma placa de mdf com 10 mm, ganchos abertos dourados, dracalon que me tinha sobrado da cabeceira de cama, e tecido branco que também havia restado da almofada de lantejoulas. Bem económico, portanto.


Fiz previamente os furos para os ganchinhos e forrei com o dracalon e o tecido branco.


Para me auxiliar a localizar o local certo do furo, introduzi uma agulha pelo lado posterior.






Simples, clean e barato. Nos próximos dias vou mostrar os restantes elementos que vão ficar na parede.

Pin It Now!

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

Casaco de Menina Debruado


A minha filha tem um casaco às bolinhas que eu sempre imaginei que ficaria bem com um debruado contrastante, mais ou menos no tom do forro.
Visitei imensas retrosarias e por incrível que pareça, foi muito difícil encontrar a fita de veludo rosa que eu procurava: ou não gostava do tom, ou então tinha uma largura desadequada (muitas nem sequer tinham!). Após muitas visitas a lojas do ramo, acabei por encontrar este material vendido a metro numa loja dos chineses.


É uma fita de veludo tubular. Esta característica fez com que tivesse de ser aplicada à mão, sem costuras aparentes.

Mas não foi nada difícil: pontinho a pontinho fui aplicando o cordão com um ponto invisível e com a sua costura virada para o interior.


Apliquei no colarinho e nas abas dos bolsos. Ainda estou a ponderar colocar nos punhos também, mas temo que seja demasiado... gosto tanto de o ver assim!








Pin It Now!